8 equipamentos de áudio que você precisa ter para um bom som

Close em uma pessoa operando uma mesa de som
7 minutos para ler

Os equipamentos de áudio são fundamentais para que você consiga transmitir todo o seu talento e qualidade do seu trabalho. Logo, escolher e ter os aparelhos corretos a sua disposição é essencial.

Com a ajuda de alguns itens dessa lista você poderá dar um grande salto em sua carreira ou hobby e tirar muito mais proveito de seus instrumentos e estudos. Então, acompanhe nossa lista com alguns dos itens mais importantes em equipamentos de som e como conectá-los!

1. Interface de áudio

Utilização de uma interface de áudio

A interface de áudio tem a função de digitalizar o sinal de instrumentos e microfones para que eles sejam capturados e manipulados. Sua conexão é feita da seguinte maneira: conecte seu instrumento ou microfone à interface por meio de cabo P10, XLR, MIDI ou USB, dependendo do modelo e marca de seu equipamento, e conecte a interface ao seu computador.

Na hora de escolher, você deve considerar se o número de entradas que ela possui será suficiente para atender a sua demanda e se a conexão de saída é compatível com o seu computador.

2. Mesa de som

Mesa de som

Em uma mesa de som é possível mixar, misturar e otimizar diversos canais. Depois ela possibilita que você dê saída nesse sinal mixado para uma caixa de som, por exemplo. Além de verificar a compatibilidade com seus outros equipamentos, você deve ficar atento à presença ou não de amplificação.

Sua conexão acontece de forma similar às das interfaces, com adição de entradas RCA e possibilidade de conexão com caixas acústicas ativas ou passivas. Antes de escolher, estude suas necessidades e saiba exatamente o que não pode faltar.

3. Fone de ouvido

Fones de ouvido

Esse é, certamente, um dos itens mais importantes e que não podem ser subestimados. Em quase todas as situações ele terá um papel definitivo. Um bom fone de ouvido, além de potência, tem uma boa ergonomia. Assim, ele gera incômodos durante seu uso prolongado. Outra qualidade indispensável é oferecer um bom isolamento, impedindo que o som do ambiente atrapalhe sua experiência.

Os fones de ouvido podem ser conectados diretamente a sua estação de trabalho, interface ou mesa de som, abrindo a possibilidade, também, para o uso de amplificadores de fone de ouvido, que distribuem o sinal da mesa de som para mais de um integrante de uma banda, por exemplo. Já fones com conexão Bluetooth dispensam quais quer tipos de cabos.

4. Microfone

Microfone

O microfone transforma as ondas sonoras em sinais elétricos por meio de indução magnética. A boa captação sonora de vozes e instrumentos depende totalmente da qualidade dele. Mais uma vez, é muito importante que você escolha o tipo certo para captar com qualidade e aproveitar o potencial dos equipamentos. Escolha aquele que melhor se adaptar ao seu uso mais frequente.

Para conectá-lo é simples: diretamente na mesa de som ou interface de áudio. Em caso de sistemas sem fio, o processo é o mesmo, porém utilizando um receptor.

5. Monitor de áudio

Monitores de áudio

Conectados também à interface, os monitores de áudio são utilizados para que seja possível escutar com clareza o sinal digital sonoro. São semelhantes às caixas de som mas têm amplificadores melhores e entregam um sinal de saída mais flat (sem interferências). Isso acontece para que a referência seja o mais próxima possível do que será gravado ou transmitido para as caixas.

6. Cabos de qualidade

Os cabos são outro dos equipamentos de áudio indispensáveis para que você tenha um som de alta qualidade. Logo, você não pode querer economizar neste item, do contrário terá prejuízos tanto em relação à durabilidade do material quanto no resultado final do trabalho produzido. Entre os vários tipos de cabos, vamos citar 3 tipos de cabos que você pode precisar. Confira:

P10

Cabo P10

O cabo P10 é um dos coringas dos estúdios, por conectar diversos tipos de equipamentos de áudio (mesas de som, equalizadores, amplificadores etc.) e instrumentos musicais. É o tipo mais amplamente utilizado e mais facilmente encontrado no mercado.

Os plugues podem ser mono ou stereo e, com o objetivo de obter uma qualidade sonora ainda mais alta, alguns músico priorizam cabos com as extremidades banhadas a ouro, pela melhor condução de eletricidade.

XLR

Cabo XLR

Os cabos XLR, também conhecidos como cabos balanceados, oferecem uma transmissão de sinal superior ao tipo P10 e são utilizados para conectar microfones e mesas de som. O lado que se conecta ao microfone costuma ter entradas fêmea e uma trava. O outro lado, que é conectado à mesa, é uma entrada macho. A quantidade de pinos metálicos e orifícios de ambas as entradas varia de 3 a 7.

RCA

Cabo RCA

Esse é um dos cabos mais antigos, criado na década de 1940, mas ainda em uso. No Brasil, o RCA também é conhecido como cabo AV. É muito utilizado para conectar aparelhos de rádio e som (como os home theaters), especificamente de reprodutores mono para amplificadores. Sua qualidade é especial porque ele tem uma malha isolante que garante aterramento e evita interferências. Cores nos plugs (vermelho, amarelo, branco, azul, bege, roxo) determinam a função de cada conector.

7. Computador

Pessoa produzindo com um computador

No caso de um home studio, o computador é um item indispensável para o trabalho de gravação, masterização e mixagem. No palco, é uma importante ferramenta para potencializar o som ao oferecer maiores possibilidades de mixagem, acréscimo de instrumentos, vozes pré-gravadas e efeitos sonoros.

Os computadores MAC, apesar de caros, são indicados para uso profissional. Isso porque alguns dos principais softwares de áudio do mercado só rodam nessa máquina, como é o caso do Logic Pro.

Por outro lado, você pode ter uma performance com excelente custo-benefício ao investir em um PC. Para tanto, o mais indicado é montar seu equipamento peça por peça, com itens mais adequados para produção musical, como por exemplo:

  • processador com pelo menos 2 núcleos de velocidade;
  • placa de áudio;
  • boa quantidade de entradas USB;
  • CPU com núcleos adicionais;
  • boa quantidade de memória RAM;
  • armazenamento preferencialmente em SSD.

8. Controlador MIDI

Controlador MIDI

Um controlador MIDI é qualquer dispositivo que possa criar e transmitir dados MIDI (Musical Instrument Digital Interface) para outro aparelho produzir sons. Um controlador MIDI não é considerado um instrumento, pois apenas envia dados, ou seja, não produz sons por conta própria.

O tipo de controlador mais popular é o teclado MIDI, que parece e funciona quase exatamente como um piano ou teclado pequeno e pode ter de 25 a 88 teclas — extensão de um piano acústico. Mais comumente, você verá um teclado MIDI com 25 ou 49 teclas. Agora, se está se perguntando sobre as oitavas, já que existem poucas teclas, muitos MIDI têm botões nos quais você pode alterar a oitava.

Ainda, existem os MIDI pads, muito usados em configurações ao vivo. Os pads são organizados de maneira semelhante a uma grade, geralmente 8×8, e podem ter sons, faixas ou clipes pré-instalados, como bateria, sintetizadores e muito mais.

Por fim, não se desanime se não puder comprar todos esses equipamentos de uma só vez. Com o tempo, vá fazendo investimentos e adquirindo equipamentos de qualidade, que continuarão não te deixarão na mão.

Em nossa loja virtual, você encontra diversos tipos de equipamento, com excelentes preços, além de muitas outras dicas do universo sonoro! Entre em contato conosco e tire suas dúvidas!

Clique para produtos relacionados
Você também pode gostar

Deixe um comentário