Entenda a importância de uma boa fonte para pedais de guitarra

4 minutos para ler

Não importa seu estilo musical ou seus objetivos com a música. Se você precisa de uma fonte para pedais de guitarra ou contrabaixo para compor o seu set, você deve fazer uma boa escolha, de forma que o acessório não atrapalhe a qualidade do som e prejudique o desempenho dos seus equipamentos.

As fontes levam uma corrente elétrica contínua para os pedais para que eles funcionem. Fontes isoladas não geram ruídos e entregam bons resultados ligadas a pedais analógicos e digitais, mesmo que simultaneamente. Além disso, alguns pedais também oferecem a opção de serem ligados por meio de baterias alcalinas.

Quer saber um pouco mais para acertar na escolha da sua fonte para extrair o máximo do seu pedalboard? Vem com a gente!

Qual a amperagem ideal para cada pedal?

O primeiro passo para identificar uma boa fonte para pedais é verificar a amperagem que ela fornece. O ampere é a unidade de medida da corrente elétrica. Pedais de efeito não necessitam de grande amperagem, trabalhando com números na casa dos miliamperes. De forma geral, é preciso escolher uma fonte que ofereça amperagem igual ou superior a que o pedal precisa.

Para não errar nessa hora é simples: basta verificar o manual de cada pedal e confirmar a amperagem necessária para que ele funcione. Se for utilizar mais de um pedal ao mesmo tempo, some a corrente necessária para cada um deles e compre uma fonte de capacidade que comporte o resultado final.

Por que escolher uma fonte para pedais de guitarra estabilizada?

Fonte Estabilizada Landscape Energy 1s

No Brasil, temos grande oscilação no fornecimento de energia elétrica, com picos de abastecimento, descargas elétricas e outros problemas que podem queimar instrumentos e equipamentos de áudio. É daí que vem a importância de escolher uma fonte estabilizada para seus pedais. Elas garantem a mesma intensidade de corrente e evitam curto-circuito.

Uma boa fonte anula a interferência na filtragem de ruídos que acabam sendo repassados para o som pela corrente elétrica. Esse também é um dos motivos para evitar fontes multiuso, com diversas funções e entradas que não são próprias para instrumentos. Além da durabilidade menor, o risco de acidentes e comprometimento de timbre não compensam a economia financeira, colocando em risco, a cima de tudo, a vida útil do seu equipamento.

Quais as vantagens das saídas isoladas?

Fonte Isolada Landscape Isopower 7

Existem, basicamente, dois tipos de fonte estabilizada: a simples e a isolada. Na primeira, um único cabo conta com diversos plugues, conectando vários pedais ao mesmo fio. Já a isolada, como o próprio nome diz, conecta cada pedal de maneira independente.

Apesar de mais caras, as fontes isoladas garantem menor interferência e permitem voltagens diferentes. Assim, é possível utilizar pedais de 9v, 12v ou 18v em modelos mais completos.

Não existe certo ou errado entre as duas opções. Cabe a você avaliar quais são seus objetivos, o número de pedais que precisa conectar e o quanto está disposto a investir.

Se você está iniciando e tem somente um ou dois pedais, a fonte simples estabilizada pode atender à demanda. Agora, se o seu desejo é caminhar para a profissionalização ou se a música é uma atividade que te da muito prazer, vale a pena o investimento para garantir a maior pureza de som possível.

Tão importante quanto adquirir e cuidar do instrumento são os equipamentos que você usa com ele. Por isso, escolha a fonte para pedais de guitarra com a mesma atenção que teve para adquiri-lo. Assim, você evita distorções de timbre, ruídos ou a queda no desempenho dos seus equipamentos.

Disposto a encontrar uma boa fonte para dar ainda mais qualidade à sua música? Acesse a BHGuittar e conheça as melhores opções.

Clique para produtos relacionados
Você também pode gostar

Deixe um comentário