Jazz Bass ou Precision Bass: entenda qual a melhor opção

4 minutos para ler

Você quer investir em um baixo elétrico? Saiba que, assim como as guitarras, existem muitas marcas e modelos, cada qual com características físicas, recursos, timbres e níveis de conforto diferentes.

Entre todos os tipos de baixo, dois clássicos são o precision bass e o jazz bass, ambos criados por ninguém menos que Leo Fender, em 1951 e 1960, respectivamente. Além disso, são adotados por muitos músicos profissionais, e a preferência por um ou outro depende do som que pretendem extrair.

Mas afinal, qual escolher: jazz bass ou precision bass? Quais são as diferenças? Fique conosco na leitura deste post e conheça mais sobre esses instrumentos!

Quais são as principais diferenças entre precision bass e jazz bass?

Existem 3 diferenças principais entre o precision bass e o jazz bass, as quais se resumem à forma do corpo, tamanho do braço e componentes eletrônicos. Juntas, garantem que cada instrumento tenha um som único. Vamos falar sobre elas a seguir.

Forma do corpo

Quando foi criado, em 1951, o precision bass teve a função de substituir o contrabaixo acústico em grupos de música popular, facilitando a vida do músico. Uma vez que tem um formato que lembra o modelo da guitarra Stratocaster, fácil de segurar e que proporciona uma experiência de toque confortável.

Já o modelo do jazz bass, criado 10 anos mais tarde como uma inovação em relação ao precision bass, acompanha as curvas da guitarra jazzmaster, que é mais irregular e tem o corpo assimétrico.

Tamanho do braço e da pestana 

Embora ambos utilizem um braço de madeira de corpo único, a grande diferença no caso do jazz bass e precision bass está no afilamento. Enquanto o precision bass tem tamanho maior e mais constante em direção à pestana (43mm), o jazz bass vai afinando até, mais ou menos, 38mm.

Então, quando encontram a pestana do jazz bass, as cordas ficam mais próximas que no precision bass ― algo que muitos baixistas preferem, por julgarem ser mais confortável para tocar.

Captadores e componentes eletrônicos

O número de captadores de um jazz bass ou precision bass muda. Isso é um dos pontos altos para o timbre de cada um desses instrumentos. 

O precision bass utiliza um captador único, dividido em duas partes, colocado no meio do corpo, entre a ponte e a escala. Com isso, ele tem um único controle de volume e de toner (do timbre/brilho), entregando um som mais robusto, vintage e com excelentes graves, porém mais macio e sem tanto ataque.

O jazz bass, por sua vez, conta com dois captadores separados ― um mais próximo à ponte e outro mais próximo ao braço. Cada captador tem um controle de volume individual, mas apenas um toner geral. Essa diferença ajudou a trazer mais definição para o som, especialmente pelos médios e agudos, além de permitir mudanças timbrísticas de maior ou menor brilho, já que a captação pode ser isolada.

Nesse sentido, essa sonoridade torna o jazz bass muito mais versátil, pois pode ser utilizado para muitos estilos musicais e técnicas de toque, como o slap.

Afinal, devo escolher jazz bass ou precision bass?

A resposta para essa questão é: depende. Não existe instrumento pior ou melhor, e sim sonoridades específicas. Às vezes, conforme o efeito sonoro desejado para uma música, você pode até os dois no mesmo show. O mais importante na sua escolha é que você conheça todas as características de cada instrumento e, mais ainda, experimente o som.

Por isso, para não errar na escolha, converse com quem entende do assunto. Para tanto, recomendamos bater um papo com a equipe da BH Guitar. Nossos consultores são especialistas e vão oferecer a você informações detalhadas e tirar todas as suas dúvidas sobre jazz bass ou precision bass. Não é à toa que estamos há mais de 5 anos no mercado, oferecendo o que há de melhor em instrumentos musicais e acessórios.

Entre em contato com a equipe da BHGuitar agora mesmo! Estamos esperando por você.

Você também pode gostar

Deixe um comentário