Pedal de Delay: saiba como escolher o melhor

4 minutos para ler

O pedal de delay é o tipo de equipamento que não sai do pedalboard de muitos guitarristas. Ele pode ser utilizado sozinho ou em combinação com outros efeitos, como distorção, chorus etc. Entretanto, muitas dúvida surgem ao comentarmos sobre esse pedal.

Pensando nisso, resolvemos escrever este artigo. Nele, mostraremos quais são os tipos de delay existentes no mercado e o que você deve avaliar para escolher o seu. Acompanhe!

Quais são os principais tipos de pedal de delay?

O delay é, basicamente, uma repetição contínua do som emitido pela guitarra, porém, podendo ser modulado e controlado pelo músico por meio de um equipamento. Isso possibilita uma infinidade de opções para o guitarrista, sendo um dos efeitos mais versáteis disponíveis.

Existem alguns tipos de pedal de delay. Então, separamos os principais para que você possa conhecê-los mais a fundo.

Fita

Pedal de delay de fita

Esse modelo é bastante antigo e começou a ser utilizado por volta da década de 70. A repetição do som é reproduzida com a utilização de equipamento de gravação em fita. É um sistema pouco prático, pelo tamanho dos equipamentos, dificuldade de manutenção e reposição de peças. Contudo, é possível encontrar pedais que incorporam esse sistema, mas, podem ser um pouco mais difíceis de achar. Porém, alguns músicos defendem que o som vintage gerado por esses equipamentos é incomparável.

Analógico

Pedal de delay analógico

Os delays analógicos são os preferidos de muitos músicos até hoje. Eles têm circuitos bastante simples, porém, os controles são mais curtos que os digitais, como veremos a seguir. Há guitarristas que consideram o efeito produzido pelos pedais analógicos os melhores que existem, por apresentarem um aspecto menos artificial.

Digital

Pedal de delay digital

Os pedais de delay digitais são amplamente utilizados atualmente. Eles são capazes de produzir incontáveis tipos de controles e variações de repetições favorecendo, e muito, os músicos que precisam e gostam de experimentar vários efeitos em um mesmo aparelho. Muitos, inclusive, já vem com a simulação de um delay de fita e analógico inclusos.

Como escolher o melhor pedal de delay?

Agora, mostraremos algumas dicas para que você possa escolher o pedal ideal. Continue lendo!

Verifique as suas necessidades

Primeiro, é preciso observar as suas necessidades. Não adianta optar por um pedal com dezenas de padrões de efeito se você, na verdade, precisará de apenas um ou dois tipos. Nesse caso talvez seja melhor optar por um equipamento que faça uma coisa muito bem feita. Sendo assim, o primeiro passo é avaliar o que é importante para você.

Observe os recursos e vantagens de cada um

O próximo passo é observar os recursos que cada um deles oferece, bem como seus principais benefícios. Veja se o modelo escolhido tem os padrões de efeito que você necessita e se atende a outras questões, como praticidade e facilidade de utilização.

Considere o custo-benefício

Por fim, você deve avaliar o custo-benefício do equipamento. Tenha muito cuidado para não ser contagiado pelo velho hábito de sempre escolher o mais barato. Essa prática pode levar o músico a comprar equipamentos que não atenderão ao que ele esperava e, consequentemente, se arrepender depois.

Por fim, é fundamental que você sempre avalie muito bem a qualidade do pedal de delay, pois adquirir equipamentos de qualidade duvidosa pode prejudicar toda a sua sonoridade, mesmo que todos os seus outros aparelhos sejam profissionais.

Quer saber mais sobre o assunto? Então, confira a sessão de pedais acessando o nosso site!

Você também pode gostar

Deixe um comentário